© 2020 por X Simpósio Acadêmico de Violão da Embap.

Criado com Wix.com

Homenagem à

Lina Pires De Campos

 

10 a 13 de junho de 2020

X Simpósio

     Acadêmico

de Violão da Embap

  • Ícone do Facebook Preto
  • Ícone do Instagram Preto

 

 

Angela muner

 

 

 

 

maria haro

 

nicholas ciraldo

gustavo costa

Silvana Scarinci

 

 

 

 

 

 

 

graça alan

Angela Muner é intérprete de destaque no cenário violonístico brasileiro, atuando como solista, camerista, professora e produtora cultural. Bacharel em instrumento pela Faculdade de Música Carlos Gomes de SP, obteve também a Licentiate in Guitar Performance pelo Trinity College of Music of London nos exames internacionais realizados no Conservatório de Tatuí. O CD Angela Muner Interpreta Música Espanhola é considerado referência, colocando-a em posição de destaque entre os violonistas de sua geração. é professora de violão no Conservatório Dramático e Musical "Dr. Carlos de Campos" de Tatuí, São Paulo. Foi aluna de Isaías Sávio, Geraldo Ribeiro e Henrique Pinto. Desenvolve intensa atividade como solista e camerista. Formou duos com Herry Schumann (oboé), Ilka Machado (soprano), Ilso Muner (cravo), Paulinho Nogueira (violão) e Edson Lopes (violonista). Em 1995, em estréia mundial, foi solista do "Concerto do Agreste" para violão e orquestra, obra do compositor Sérgio Vasconcellos Corrêa, dedicada a Angela Muner. Gravou com os violonistas Henrique Pinto e Giácomo Bartoloni o primeiro CD do Violão Câmara Trio, sendo esta considerada uma das melhores gravações de disco instrumental de 1989. Com a cravista Helena Jank, lançou em 2010 o Tocandyra, gravação inédita de cravo e violão no Brasil. Em maio de 2014, recebeu da Sociedade Brasileira de Artes, Cultura e Ensino o Mérito Cultural Carlos Gomes, no grau de Comendadora, a mais elevada condecoração nessa entidade. Coordena o curso de pós-graduação e extensão, que idealizou: “A Pedagogia e Performance do Violão Erudito e Popular”.

Maria Haro tem se apresentado como solista e camerista nos principais teatros e salas de concerto do país. Nascida no Uruguai, é brasileira naturalizada. Iniciou seus estudos de violão com Antônio Manzione(SP) e aperfeiçoou-se com Henrique Pinto(SP), Leo Soares(RJ), Abel Carlevaro (Uruguai), Miguel Girollet (Argentina) e Leo Brouwer (Cuba). É Bacharel em Música pela UNIRIO (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro) onde estudou com Turíbio Santos. Obteve seu título de Mestre em Música na UFRJ, apresentando a dissertação “Nicanor Teixeira: a música de um violonista-compositor brasileiro”, em 1993. Desde 1990 é professora da UNIRIO. Recebeu várias premiações em concursos nacionais, destacando-se o 1º lugar no Concurso Nacional Villa-Lobos (1987). Como solista e camerista tem estreado e gravado obras de diversos compositores brasileiros como: Nicanor Teixeira, Ricardo Tacuchian, Cláudio Santoro, Marisa Rezende, entre outros. A professora se aposentou da UNIRIO em julho de 2019.

Nicholas Ciraldo é um expoente entre sua geração de violonistas clássicos americanos. Foi premiado no início de sua carreira no Concurso Internacional de Violão Tredrez-Locquemau (França), o Concurso Internacional de Música de Câmara Gaetano Zinetti (Itália), o GFA Solo Guitar Competition (EUA), Portland International Guitar Competição (EUA) e MTNA Guitar Competition (EUA). Tem se apresentado em diversas cidades nos Estados Unidos, Europa e América do Sul, tocando em locais como o Jordan Hall dos Estados Unidos, o Berliner Dom da Alemanha e o Teatro José Maria Santos no Brasil. A revista Soundboard afirma que as performances de Ciraldo “são, sem reservas, maravilhosas [...] com técnica abundante e compromisso com a música [...] um dos melhores”. Allmusic.com define sua interpretação como “confiante [...] vai direto ao coração da música, com o seu estilo preciso, ativo e enérgico”. O advogado do Baton Rouge o remete como “definitivamente no comando, gerando um suspiro coletivo de espanto na audiência”. O Journal of the Performing Arts de Kansas City disse que “o toque de Ciraldo é ágil e delicado, habilidoso sem ser chamativo. O instrumento é uma extensão clara do artista intérprete, com integridade de som e desempenho”. Ciraldo é Professor Associado de Música na University of Southern Mississippi School of Music.

Gustavo Costa é bacharel em música sob a orientação de Gisela Nogueira pelo Instituto de Artes da UNESP em 1997. Seguiu seus estudos de violão nas classes de Franz Halász na Alemanha (Hochchule für Musik Nürnberg-Augsburg: 1998-2001) e de Pablo Márquez na França (Conservatoire National de Région – Strasbourg: 2001-2003). De volta ao Brasil em 2004, se aprofundou no processo de transcrição de obras para violino de Béla bartók e J. S. Bach, obtendo o Mestrado e o Doutorado em Artes pela USP. Obteve o 2o prêmio no XXIV Certamen Internacional de Guitarra Andrés Segovia (2008, 2009 2010) e o XXXVII Certamen Internacional de Guitarra Francisco Tárrega (2003), onde recebeu também o prêmio votado pelo público. De 2010 a 2018 foi membro do Quarteto Brasileiro de Violões, tendo recebido o prêmio de melhor CD de música clássica em Grammy Latino 2011 com o CD – Brazilian Guitar Quartet plays Villa-Lobos. Lançou junto ao Quarteto Brasileiro de Violões o CD – Spanish Dances – em 2014. Como solista ao violão e à viola caipira e junto atuou frente à Orquestra Sinfônica da USP (OSUSP), à Orquestra de Limeira, à Orquestra USP-Filarmônica, Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto, à Orquestra Ciudat de Torrent, à Orquestra de Molise, à Orquestra Sinfônica de Barra Mansa, à Orquestra Petrobrás Sinfônica e à Orquestra do Estado de São Paulo (OSESP). Atua como docente desde 2007 na Universidade de São Paulo, sendo o responsável pelas disciplinas de violão e viola caipira no Departamento de Música da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto.

CONVIDADOS

Silvana Scarinci tem sido uma forte presença na cena de Música Antiga no Brasil, sempre combinando interpretação musical e pesquisa acadêmica. Professora da UFPR - Universidade Federal do Paraná (em Curitiba), dirige o Laboratório de Música Antiga, LAMUSA, formado por uma equipe de estudantes, pesquisadores e  musicistas responsáveis pela publicação e/ou interpretação  de obras dramáticas raras. Atualmente, é a pesquisadora visitante no Corservatório de Birmnham (Birmingham City University). Também no âmbito do LAMUSA, Silvana criou o aclamado projeto "Opera barroca para crianças", desenvolvido em escolas públicas em Curitiba. Projeto que lhe valeu uma indicação para o prêmio para mulheres mais prestigiado da América do Sul, o "Prêmio Claudia", ediçao 2014, na categoria cultura. Silvana atuou nas principais salas de concerto e ópera de seu país sob a direção de Martin Gester, Nicolau Figueiredo, Marcelo Fagerlande, Julio Moretzhon, Abel Rocha, e Jeffrey Skidmore, no Reino Unido. Enquanto vivia nos EUA, foi uma das fundadoras do grupo Anima Fortis, um grupo composto por mulheres executando música de mulheres. O grupo ganhou um prêmio da Early Music America. Seu livro e CD sobre Barbara Strozzi foi bem recebido pela critica brasileira. Ela é co-fundadora da Orquestra barroca Concert d'Apollon (Festival Musica Antiga de Utrecht, 2015). 

 

Concertista e Professora de Violão da escola de Música da UFRJ. Doutora em História Comparada/Música, pelo Programa de Pós-Graduação em História Comparada do Instituto de História da Universidade de Federal do Rio de Janeiro (PPGHC/ IH /UFRJ). Realizou estágio doutoral na França/ Paris, na Université de Versailles Saint-Quentin-En-Yvelines. Mestre em Violão/Práticas Interpretativas (EM/UFRJ) e Licenciada em Música (UNIRIO). Atualmente desenvolve 3 projetos “De Bach a Baden - um violão bem brasileiro; “O Repertório para Violão com Referências Barrocas nas Obras de Compositores no Século XX e XXI”, O Violão Brasileiro e a Poesia Portuguesa na Obra do Compositor e Intérprete Marcos Alan e “O recrudescimento do violão de concerto no Brasil, tema de Estágio Pós Doutoral”. Em 2003, lançou o CD Solo Carioca e recentemente lançou o livro "Violão Carioca".

 

 

X SIMPÓSIO ACADÊMICO DE VIOLÃO DA EMBAP

10 a 13 de junho de 2020

inscrições e

chamadas

PROGRAMAÇÃO

MASTERCLASSES  |  CONCERTOS  |  COMUNICAÇÕES  |  PALESTRAS

LOCALIZAÇÃO

UNESPAR - Campus Curitiba I

EMBAP - Escola de Música e Belas Artes do Paraná

Rua Barão do Rio Branco, 370
80010-180 - Curitiba - PR

embapsimposiodeviolao@gmail.com

ORGANIZAÇÃO

Coordenação Geral: Luciana Lozada

Comissão Científica: André Egg (coordenador), Orlando Fraga, Felipe Vieira

Comissão Artística: Luciano Lima (coordenador), Mário da Silva, Drausio Fonseca

Consultoria e Apoio: Fábio Scarduelli e Mário da Silva

 
 

SIGA-NOS

@ViolãoEmbap

APOIO E REALIZAÇÃO

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now